Cashless para controle de vendas e consumo nas escolas

Cashless-controle-de-vendas

 

 Carregar as moedas do cofrinho ou o dinheiro da mesada já é um hábito que começou a desaparecer com o uso do cartão de mesada eletrônica e o cartão de débito. Com isso cada vez mais o formato cashless vem ganhando espaço.

 

A modernização do meio de pagamento por parte dos alunos facilita o procedimento que envolve troco ao mesmo passo de forçam a modernização também por parte da escola como empresa e também de seus fornecedores que trabalham na gestão das cantinas ou eventos escolares.

 

Apesar desses meios de pagamento tornarem a compra um pouco mais controlada, já que os pais podem monitorar as compras, só é possível determinar o quanto foi gasto na cantina, por exemplo, e não quais foram os ítens foram consumidos.

 

O que há de novo em tecnologia de vendas?

 

As pulseiras e cartões pré-pagos, como a solução Cashless da Eyemobile, são recursos tecnológicos de pagamento que facilitam o processo para o aluno, que não precisa carregar cartões de débito evitando transtorno em caso de perda ou roubo e para os pais que podem determinar o valor máximo a ser gasto além do controle do que está sendo consumido.

 

Por parte da escola ou fornecedor interno, as vendas são realizadas de maneira rápida e prática reduzindo filas. Além disso, recebe o acesso a um sistema personalizado que permite o controle de estoque, gestão de meios de inserção de créditos, exportação de dados para prestação de contas, gráficos explicativos e muito mais.

 

O suporte 24h também é uma vantagem do uso desse sistema, permitindo que quaisquer dúvidas ou questões pontuais possam ser resolvidas imediatamente.

 

Tendência mundial

 

Não é de hoje que se fala em modernizar a experiência de consumo com o uso da tecnologia. Muitos países estão aderindo a moedas digitais como a China, Austrália, Senegal, Venezuela e outros.

 

Esse nível de atualização faz com que os formatos de venda e de pagamento tradicionais dificultem e encareçam o processos tanto para o comprador quanto para o vendedor. Considerando que a tendência é aumentar o poder de compra, digitalizar as vendas com suporte de aparelhos como smartphones é o rumo natural a seguirmos.

 

smartphones-worldwide-statista

Fonte: Statista

 

Como o Cashless funciona?

O pagamento sem dinheiro pode ser usado em pulseiras RFID, cartões pré-pagos, aplicativos e até outros suportes. Todas as transações são digitais e, no caso da Eyemobile, com a utilização de um sistema de segurança próprio e com certificação bancária.

 

Os pais ou o próprio aluno podem inserir os créditos pré-pagos e, quando optarem por fazer uma compra, basta aproximar o cartão ou a pulseira do aparelho de caixa da cantina. Assim o valor será automaticamente transferido para a conta de recebimento do estabelecimento.

 

Quando a escola implementa esse método de pagamento com todos os seus fornecedores internos, os créditos dos alunos podem ser utilizados tanto na cantina quanto nos eventos como gincanas, campeonatos e festas juninas.

 

Mas como implementar?

 

Fique tranquilo! É muito mais fácil do que parece. Para a implementação de um sistema de Cashless, você precisa ficar atento aos seguintes pontos:

 

  • Entender as necessidades dos envolvidos
  • Ter uma comunicação clara
  • Criar um cronograma
  • Calcular custos
  • Melhorar a eficiência e transparência na gestão de vendas na escola
  • Flexibilizar o monitoramento dos pais

 

Não esqueça que uma evolução tecnológica desse nível depende de uma boa migração para o sistema de controle Cashless. Por isso, entender a necessidade das pessoas envolvidas nesse processo é importante para que a implementação seja uma medida de sucesso para todos.

 

Para evitar qualquer desconforto, procure manter a comunicação muito clara e objetiva. Explique bem aos pais, aos alunos e aos fornecedores como o sistema funciona e quais são suas regras de uso, explicitando os benefícios que chegam junto com essa grande mudança. Enfatize a disponibilidade do suporte para que todas as partes se sintam bem amparadas.

 

Criar um cronograma para essa mudança é uma das etapas mais importantes porque, nesse momento, é necessário mensurar o tempo do período de testes até o final da implementação, aplicando a solução de maneira natural para os envolvidos.

 

Cashless-para-controle-de-vendas

 

Uma boa dica é trabalhar assuntos de gestão e tecnologia financeira em sala de aula, dando aos alunos a oportunidade de desenvolver conhecimento sobre os tópicos ao mesmo tempo que utilizam o novo sistema.

 

Preparando a estrutura

Entender o quanto a implementação afetará nos custos da escola também é imprescindível. Faça um esforço para que a tecnologia possa ser aplicada sem grande impacto no custo das mensalidades visto que esse não é um benefício obrigatório, mas sim algo que a escola oferece como uma solução de gestão de pagamentos viável, confiável e que acompanha um processo evolutivo de mercado.

 

O sucesso da implementação do novo sistema também depende da aprovação dos pais e do valor que eles enxergam nessa evolução, caso contrário, conseguir apoio para seguir com essa ideia pode se tornar muito difícil. Por isso fale sobre os benefícios sempre que possível, mas também trabalhe com os dados disponíveis para poder mostrá-los.

 

Depois de tudo que foi apresentado, já deu pra perceber que a gestão escolar só tem a ganhar com a transparência trazida por essa implementação, não é?  A redução de custos administrativos se torna possível, além dos recursos que permitem enviar relatórios transparentes para os pais, aumentando a confiança nos serviços prestados pela escola. Conheça mais sobre as experiências de vendas da Eyemobile.

 

 

Autora:

Jessica Lehmkuhl

Especialista em Gestão de Mídias Sociais e Marketing Digital

https://www.linkedin.com/in/jessica-lehmkuhl/

 

Veja também

Leave a Comment