Skip to main content

Como ter uma empresa bem sucedida em 5 passos

 

Descubra e entenda os cinco pilares necessários para o sucesso e estabilidade do seu negócio   

 

Não é de hoje que as pessoas querem empreender, ter seu próprio negócio, suas regras e horários, liberdade e autonomia. Com o desemprego alcançando a marca de 13,4 milhões de pessoas, o brasileiro resolveu criar sua própria empresa, desde lojas virtuais e comidas congeladas vendidas por whatsapp e grupos no Facebook até empresas maiores com sócio e franquias.

 

O mês de janeiro, de 2018, registrou aumento de 69% na criação de novas companhias, se comparado com dezembro do ano passado, segundo o estudo da UnitFour.  De acordo com o Sebrae, o número de micro e pequenas empresas mais do que dobrou nos últimos anos. Em valores absolutos, a produção gerada por elas quadruplicou em 10 anos, de R$ 144 bilhões em 2001 para R$ 599 bilhões em 2011.

 

Com esse crescimento do número de novas empresas, os empresários buscam formas para se destacar, diferenciar e manter-se no mercado. Algumas variáveis são essenciais para o sucesso de uma empresa e estão diretamente relacionadas à oferta de valor da sua empresa, produto, atendimento e outros detalhes, que devem ser ponto de atenção.

 

Neste artigo, você vai conhecer os 5 principais fatores que você precisa acompanhar de perto para alcançar ou manter o sucesso e estabilidade do seu negócio.

 

1 – Gestão financeira

A gestão financeira é a base de todos os processos de uma empresa. Ela possibilita que as coisas aconteçam, mas, para isso, é imprescindível que esteja alinhada com o seu planejamento ou plano de negócio.

 

Sua principal função da gestão financeira é manter o controle de caixa da empresa e garantir um crescimento sustentável. A possibilidade de executar suas ideias e ações descritas no planejamento vai depender, basicamente, da sua gestão financeira.

 

O sucesso da sua empresa depende de planejamento, principalmente financeiro, independentemente do segmento. Este planejamento será a “base” para tirar o seu projeto do papel, realizar a gestão diária do negócio ou traçar as metas e objetivos da empresa.

 

Para tanto, é necessário ter disciplina para executar as ações, acompanhar todo o processo, analisar e mensurar os resultados e, consequentemente, corrigir as estratégias que forem necessárias.

 

Lembre-se que, a estratégia não é permanente e pode ser ajustada de acordo com o momento que a empresa está passando. Para evitar imprevistos e até buracos no orçamento, é válido considerar ações para diferentes cenários. Por exemplo, investimento a ser feito com os lucros ou, ainda, as medidas a serem tomadas caso a empresa fique no vermelho.

 

Veja algumas dicas rápidas abaixo:

 

1 – Contas organizadas e em dia: Se você é dono do próprio negócio é necessário que mantenha suas contas pessoais separadas das contas da empresa para não perder o controle, para isso defina um pró-labore (o “salário” para o dono/sócios da empresa) e não pague por gastos pessoais com recursos do negócio.

 

2 – Unifique as informações: Você não precisa desenvolver milhares de planilhas para controlar seu negócio e lançar as informações manualmente. Busque um sistema que se adeque aos seus processos e garanta que todas as informações estejam centralizadas nele.

 

3- Automação de processos: esta opção garante a segurança dos dados, ajuda no desempenho da equipe, além de otimizar o tempo. Você pode aproveitar a possibilidade de integrar o sistema com os outros já em uso e garantir o acompanhamento dos resultados com relatórios mais completos. Existe uma variada oferta de ERPs no mercado e com certeza uma solução se adequa ao seu negócio.

 

empresa-bem-sucedida

2 – Produto

No mercado atual é impossível não relacionar o produto e inovação. Os consumidores buscam produtos e serviços cada vez mais customizados, diferenciados e práticos.

 

Para o sucesso da empresa é importante, mais do que apenas conhecer o mercado de atuação, identificar as oportunidades e entender como seu produto ou serviço pode solucionar o problema do consumidor.

 

Entretanto, como as necessidades do consumidor mudam constantemente é preciso acompanhar as mudanças e se adaptar, com rapidez, aos novos cenários. Importante: leve, sempre, em consideração: solucionar um problema existente do consumidor e apresentar um diferencial competitivo.

 

3 – Atendimento ao cliente

De acordo com o  relatório da Microsoft, a experiência de atendimento ao cliente de uma empresa é a divisora de águas para o cliente decidir se continua adquirindo produtos/serviços com a sua empresa ou vai para a concorrência.

 

Hoje, o atendimento ao cliente é carro-chefe para o sucesso do negócio. O atendimento bem estruturado garante a satisfação dos clientes atuais, tem influência direta no faturamento da empresa e, principalmente, na aquisição de novos clientes.

 

Colocando em prática:

 

  • Defina os  canais: A escolha dos canais de contato deve ter base na estratégia da empresa, entretanto deve-se considerar os canais preferidos/escolhidos pelos clientes da empresa. Por exemplo, o consumidor mandou uma mensagem via inbox do Facebook, ele quer uma resposta rápida e no mesmo canal.

 

Atualmente, o consumidor possui perfil omnichannel, ou seja, ele está presente em diferentes canais e espera que as informações estejam integradas. Por exemplo, é comum atender um cliente via chat que no dia anterior foi atendido através Facebook, ele espera que o agente dê andamento ao assunto já iniciado em outros canais, sem a necessidade de repetir as informações ou começar o contato do zero.

 

  • Tempo de espera e Efetividade na resolução: Além dos pontos levantados acima, há mais dois pontos de extrema importância quando falamos de atendimento ao cliente: tempo de resposta e efetividade na resolução. Além da rápida resposta, é necessário que o cliente tenha informações que de fato auxiliem ou resolvam o problema. Forneça o máximo de informações aos seus clientes e, principalmente, aos seus agentes de atendimento.

 

4- Fidelize seu cliente

O cliente é quem garante o sucesso da sua empresa, ele pode comprar seus produtos e serviços e fazer, gratuitamente, para o seu negócio, o famoso marketing boca a boca. Ele pode vangloriar sua marca e também pode afundá-la, então fique atento ao seu cliente e, principalmente, ao atendimento que você proporciona a ele.

 

De acordo com uma pesquisa, em média, é 4 vezes mais caro trazer novos clientes para o seu negócio do que manter os que você já conquistou. Então, antes de focar em aumentar sua base de clientes, fidelize os clientes que você tem e após essa fidelização acontecer, busque ampliar sua base.

 

5 – Acompanhe, mensure e modifique

Após definir todas as ações, planejamento, enfim, tudo que engloba o cenário empresarial, comece a acompanhar suas ações, retorno, feedbacks, vantagens e desvantagens, lucros e, possíveis, prejuízos.

 

Acompanhe, mensure os resultados e, principalmente, caso sinta necessidade, mude as estratégias conforme o momento do seu negócio, seus objetivos, metas, e assim por diante. Acompanhar e mensurar é importante, pois, dessa forma, você conseguirá trilhar os próximos passos de maneira mais assertiva.  

Hospede seu site aqui!

Gostou do texto? Comente abaixo e compartilhe nas suas redes sociais! 😉

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *