AS MELHORES DICAS PARA A SUA EMPRESA!

Controle financeiro no marketing: saiba porque ele é tão importante para a sua empresa e como fazer

Controle financeiro no marketing: saiba porque ele é tão importante para a sua empresa e como fazer

Nenhum projeto sai do papel e funciona com eficiência sem um planejamento bem estruturado.

O planejamento vai mostrar o que deve ser feito, em qual etapa, qual o capital gasto, quais recursos serão utilizados e qual a estratégia de abordagem a ser feita. 

Quando se trata de planejamento financeiro, esse recurso é ainda mais importante, pois vai afetar diretamente todas as outras atividades, incluindo o marketing. 

Sendo assim, engana-se quem pensa que o planejamento de marketing não inclui o controle de gastos. Afinal, os gastos com divulgação não podem se tornar um peso para o orçamento da empresa ao mesmo tempo em que precisam ser revertidos em lucro.

É por esse motivo  que o controle financeiro deve ser feito. 

 

Afinal de contas, o que é o controle financeiro?

O controle financeiro é um conjunto de ações utilizadas para verificar se o que foi estabelecido no planejamento está sendo executado e quais as medidas necessárias para corrigir possíveis falhas e erros.

Esse recurso administrativo auxilia na gestão da folha de pagamento, nos investimentos a serem feitos, além de melhor direcionar estratégias.

No marketing, o controle financeiro ajuda a analisar se os investimentos feitos estão dando resultados e se estão em perfeito equilíbrio com os lucros trazidos. Ele é baseado em dados reais e organizados para que as decisões sejam tomadas com base em informações concretas.

Dito isso, se você não sabe como organizar um planejamento financeiro e muito menos como aplicá-lo no marketing, uma boa solução é contar com serviços de  consultoria empresarial para aprender sobre.

 

Por que o controle financeiro é importante para o marketing?

Em tempos onde a tecnologia e o ambiente digital influenciam em quase todas as áreas da nossa vida, as profissões também tiveram de se adaptar. No caso do marketing, os profissionais tiveram de incluir no dia a dia de trabalho as finanças. 

Com orçamentos mais enxutos, ficar de olho nos detalhes da divulgação, como em métricas e indicadores, é saber se os esforços feitos são viáveis do ponto de vista financeiro. Afinal, não adianta captar novos leads se a longo prazo isso comprometer as finanças e não justificar todo o gasto por meio de retornos. 

Outro ponto que torna o controle das finanças um ponto chave é que em um mercado competitivo e cada vez mais nivelado, otimizar a utilização de recursos é um diferencial para ser competitivo.

Podemos dizer, então, que gerir finanças no marketing é saber distribuir o dinheiro corretamente para escolher as melhores estratégias. 

 

Como gerir corretamente as finanças no marketing?

 Como todas as áreas de uma empresa, o marketing tem um valor limitado para poder usar. Sendo assim, não dá para sair gastando a torto e a direito só porque determinado canal é popular. 

Antes de começar é preciso criar um orçamento detalhado, especificando o destino dos recursos para cada canal e segmento. 

Veja a seguir o que você deve fazer para manter a gestão da finanças em dia:

 

Determine metas e objetivos 

É impossível alcançar resultados positivos sem saber quais são os parâmetros ideias para medi-los. Sendo assim, a equipe de marketing tem que olhar para seus colegas de vendas e começar a estipular as metas e objetivos para suas estratégias.

Isso quer dizer determinar os números a serem atingidos ao final de certo período para poder medir se a estratégia deu realmente certo. 

Imagine, por exemplo, que você faz parte da equipe de marketing de uma empresa de reforma. Você começou a divulgar um conteúdo sobre reformas de cozinhas com o objetivo de trazer mais leads interessados neste serviço. 

Para determinar se está dando certo você estabeleceu como meta 20 contatos de possíveis clientes em um período de 3 meses.

 

Monte um cronograma

Um projeto de marketing é formado por diversos subprojetos que precisam ser organizados em ordem de prioridade e cronológica. Afinal, nenhuma empresa tem todo o tempo do mundo para receber bons resultados. 

Sendo assim, organize os projetos de forma lógica para que os recursos sejam consumidos de forma inteligente, evitando períodos extremos de ócio e sobrecarga e e gastos do orçamento de forma desigual. 

 

Distribua o orçamento com base no cronograma 

Por falar em orçamento, procure transformar o cronograma citado acima em um plano financeiro.  

Determine um orçamento para cada projeto a ser implementado. Não se esqueça de detalhar os resultados esperados em separado para poder enxergar a nível macro o quanto cada um irá representar para o cumprimento dos objetivos. 

Dessa forma, fica muito mais fácil decidir quanto cada projeto irá levar do orçamento total. 

 

Revise o planejamento periodicamente

Nada nasce perfeito, incluído um planejamento de marketing. Assim, ao longo do seu trabalho você irá perceber que algumas estratégias não são as mais acertadas para atingir o objetivo ou que alguns detalhes podem ser otimizados. 

Acompanhe suas métricas e indicadores regularmente para alterar o que precisar ser alterado antes que maiores prejuízos aconteçam.

 

Quem pode fazer esse controle financeiro?

Algumas empresas optam pela terceirização financeira, onde uma empresa especializada em gestão de finanças é paga para tomar todas as decisões dessa área, desde distribuição de orçamentos, até o acompanhamento e resolução de problemas. 

Outra solução é contar com uma equipe interna para cuidar desses assuntos com profissionais próprios.

Seja qual for a sua escolha é imprescindível que o financeiro trabalhe junto com a equipe de marketing para que tudo seja muito claro com relação ao teto de gastos e o que é preciso para que os resultados sejam alcançados.

Assim como o planejamento de marketing precisa se adequar ao orçamento disponibilizado, a equipe financeira precisa ser justa e ter em mente que o trabalho com redes sociais, site, blog, entre outros veículos de divulgação, são a linha de frente da empresa e precisam de investimentos.

Devemos lembrar também que apesar de ser uma realidade, muitos profissionais do marketing não estão preparados para lidar com finanças. Sendo assim, oferecer consultoria em gestão para treiná-los é um trunfo.

 

Outras dicas para evitar prejuízo no marketing

Além das medidas citadas acima, você também deve prestar atenção as seguintes coisas:

  • Tenha sempre o planejamento inicial em mente;
  • Respeite os valores pré-estabelecidos;
  • Busque profissionais que saibam realizar peças publicitárias com menos custos, mas lembrando sempre da qualidade;
  • Tenha o controle do retorno. Assim; você saberá se as divulgações e ações de marketing estão lucrando;
  • Busque sempre o equilíbrio entre investimento e lucratividade; 
  • Alguns dos métodos de controle financeiro, podem ser feitos automaticamente através de sistemas, não tenha medo de investir nisso. A automação tem menos risco de erros e mais assertividade nos dados. 

Sabemos que todo o dinheiro inserido em seu negócio é um investimento, seja ele de longo ou curto prazo. Sabendo disso, é importante que desde as primeiras ações da empresa o controle financeiro seja aplicado. 

Com dados visíveis fica mais fácil de saber o que está dando certo e o que deve ser alterado para melhoria. Tenha o planejamento como um norte para alcançar os objetivos. 

 

Conteúdo produzido por Business Connection

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *