Como criar um aplicativo profissional?

Todo projeto de aplicativo começa com uma grande ideia. Esta pode ser simples ou robusta, pode envolver outros sistemas e plataformas, talvez precise de integrações com empresas de terceiros, ou outras questões. Tudo isso vai depender do que a sua ideia pretende oferecer ao seu usuário.

Após ter uma grande ideia, o próximo passo é transformar isso em um projeto. Com detalhamento e profundidade suficientes para que uma equipe especialista possa executar o trabalho e criar o tão sonhado produto.

Neste momento já é importante ter a visão de que um projeto de software/aplicativo é algo bastante complexo e exige uma equipe especializada e multidisciplinar. Fique muito atento para não se iludir com este mercado, ele é bastante desafiador o que é natural para a área de criação de novos produtos.

 

1 – Da ideia ao produto!

 

Um projeto de aplicativo móvel é composto de várias etapas. Sendo elas: Requisitos e protótipos, design e layout, programação front-end, programação back-end, testes, implantação e lançamento. É válido lembrar que tais etapas são sequenciais e não podem ser puladas de forma alguma, para iniciar a próxima etapa, a anterior deve estar concluída e aprovada por você e pelo cliente.

Outro fator importante é o tempo. Muitos leigos acreditam que é possível desenvolver uma super ideia em 30 ou 60 dias. Porém, a não ser que a ideia seja extremamente simples, um projeto completo de aplicativo pode levar vários meses ou até anos. Não se constrói um grande produto e uma grande ideia do dia para a noite, tenha isso bem entendido antes de começar um projeto de aplicativo móvel.

Pesquisas de mercado são bastante importantes para a criação de uma nova ideia. No entanto, a melhor estratégia para se obter sucesso no mundo digital é lançar um produto simples, enxuto e evoluí-lo. A medida que ele vai sendo utilizado, a estratégia denominada LEAN é sua única chance de ser competitivo em um mercado onde tudo muda em alta velocidade.

“Você não pode simplesmente perguntar aos consumidores o que eles querem e daí tentar dar isso a eles. Assim que você conseguir construir isso, eles já vão querer algo novo.” – Steve Jobs

O diferencial de um projeto bem sucedido está na equipe que você irá contratar. A questão é que sem uma equipe de excelência o seu projeto não terá chance de sucesso.

Um projeto de aplicativo móvel é um trabalho complexo que requer uma equipe de alta capacidade técnica, multidisciplinar e com foco no usuário.

 

2 – Como escolher uma equipe ou uma empresa

 

Para realizar um projeto de software/aplicativo é necessário uma equipe de alta capacidade, abaixo segue a lista de alguns perfis importantes para o desenvolvimento do produto:

  • Designer de UX e UI
  • Arquiteto de Software
  • Gerente de Projeto
  • Líder Técnico
  • Analista de Requisitos
  • Analista de Testes
  • Programador Front-End
  • Programador Back-End
  • Programador Mobile

 

aplicativo
Big data

Existem projetos mais simples e projetos mais robustos, alguns projetos podem necessitar ainda mais perfis para sua execução, como por exemplo:

  • Analista de Banco de Dados
  • Analista de Infraestrutura
  • Analista de BigData
  • Cientista de Dados
  • Analista de IOT
  • Engenheiro de Hardware

No momento de montar a sua equipe é importante entender o que está sendo ofertado pelo seu fornecedor, seja ele uma empresa, uma consultoria ou uma equipe freelancer.

Você pode adotar uma destas três modalidades de contratação empresa, consultoria ou freelancer, mas é preciso ter em mente que uma única pessoa dificilmente conseguirá executar um projeto completo que seja competitivo e profissional, é preciso uma equipe completa.

Ao comparar as propostas fique atento à equipe ofertada, número de pessoas, perfil dos envolvidos, valor/hora proposto, escopo considerado, garantia, custos posteriores e formas de pagamento.

MUITO IMPORTANTE

É sempre a melhor opção contratar uma empresa que seja especialista no desenvolvimento de projetos de tecnologia, a CroSoften Tecnologia e Inovação é uma empresa especializada neste tipo de serviço e possui certificados e premiações que atestam a qualidade e confiança do seu trabalho.

Quer conhecer mais o nosso trabalho ? Visite https://crosoften.com

 

3 – Existe um passo a passo para ser seguido

 

Entenda como funciona o passo a passo de uma metodologia ágil e objetiva com foco no desenvolvimento de um aplicativo profissional.

Levantamento e Prototipação: O primeiro passo é realizar o detalhamento dos requisitos de cada iteração, através da elaboração de “protótipos visuais não funcionais”. Esta etapa garante assertividade no atendimento das expectativas e reduz os riscos de retrabalho no projeto.

Design Think, Layout, Usabilidade, UI e UX: Com os protótipos aprovados pelo cliente, é possível iniciar a criação do design, layout, user interface e user experience. Nesta etapa é produzida a “interface visual não funcional” do produto.

Desenvolvimento: Após aprovação do design e layouts a equipe está pronta para iniciar o desenvolvimento do “produto funcional”, com menor risco de falhas de entendimento ou quebras de expectativas. Isso permite que a equipe seja ágil e assertiva, garantindo que as expectativas finais do cliente serão alcançadas.

Testes e Homologação: Com a entrega do “produto funcional” o cliente está pronto para iniciar os testes e a homologação final, nesta etapa é comum existirem ajustes e refinamentos até que seja alcançada a versão estável do produto.

 

4 – Um aplicativo precisa de uma equipe multidisciplinar

 

Conheça os detalhes de alguns dos perfis necessários para o desenvolvimento de um projeto de aplicativo móvel profissional:

Líder de Projeto: Ponto focal do projeto, responsável por todo o andamento dos trabalhos, é dedicado ao cliente e está sempre à disposição para qualquer questão, faz a ponte entre o cliente e as equipes técnicas.

Líder Técnico / Arquiteto: Responsável por garantir a viabilidade técnica do projeto, desenhar toda arquitetura técnica e orientar o time de programadores no desenvolvimento do produto.

Analista de Teste: Responsável por executar testes aprofundados garantindo a qualidade do produto final.

Designer UI e UX: Responsável por desenvolver a arte visual, design, layout e usabilidade do produto.

Desenvolvedor: Responsável por implementar as estruturas lógicas necessárias para o funcionamento do produto.

 

5 – Pontos importantes de um projeto de tecnologia

 

Alguns pontos super importantes devem ser considerados antes de iniciar um projeto de software/aplicativo. No momento da contratação da empresa que irá apoiar você, é preciso entender claramente que este tipo de negociação. Como trata-se de uma venda de serviço e não de uma venda de um produto, a empresa que irá fornecer o serviço precisará da sua ajuda e comprometimento para que o projeto seja um sucesso. Para isso, o cliente tem papel fundamental no projeto e precisa ter essa responsabilidade para que tudo transcorra como o esperado.

Os principais pontos que precisam ser mitigados em um projeto de software/aplicativo são:

  1. Levantamento correto dos requisitos
  2. Avaliação da viabilidade técnica por parte da empresa
  3. Integrações com sistemas de terceiros
  4. Equipe correta para execução do trabalho
  5. Prazo para desenvolvimento
  6. Interdependência entre as etapas do processo
  7. Garantia fornecida pela empresa
  8. Pós-Venda
  9. Processos de testes e qualidade do produto final

Uma empresa especializada em projetos de tecnologia estará pronta para apoiar o cliente em todos estes aspectos fornecendo um serviço de qualidade, com equipe altamente capacitada e tecnologias de ponta. No entanto, o cliente precisa apoiar de forma coerente durante o projeto. A questão é que construir tecnologia é um serviço de alta complexidade que deve ser realizado de forma colaborativa entre os envolvidos.

As tecnologias utilizadas em projetos inovadores precisam seguir as tendências do mercado, desta forma é possível garantir que o produto terá uma infra estrutura tecnológica moderna e robusta, garantindo competitividade frente à concorrência e alto valor agregado aos usuários.

 

6 – Saiba qual o seu papel como cliente

 

O cliente tem papel fundamental para o sucesso de qualquer projeto de tecnologia, os stakeholders precisam estar totalmente alinhados com o projeto e com os fornecedores para que os processos e metodologias sejam executados, transformar uma ideia em um produto tecnológico é uma tarefa extremamente desafiadora que exige muita dedicação do cliente e das equipes, seja você o representante de uma grande corporação ou de uma pequena startup, deverá conhecer melhor sobre os processos de engenharia de software para conseguir acompanhar o projeto com profundidade e detalhe, o gestor/investidor/empreendedor precisa sempre conhecer o mercado no qual está investindo.

Segue algumas responsabilidades muito importantes do cliente:

  • Apoiar o time na organização do escopo e dos requisitos.
  • Garantir uma comunicação rápida, clara e objetiva.
  • Esclarecer todas as dúvidas no menor tempo possível.
  • Envolver as áreas relacionadas ao projeto.
  • Garantir o alinhamento entre os stakeholders em geral como: sócios, gestores, técnicos e sponsor do projeto.
  • Aprovar as etapas do projeto de forma a garantir a continuidade coesa.

Sem dúvida, ser um cliente de um projeto de tecnologia não é uma tarefa das mais simples, é preciso dedicação, aprendizado e muito dinamismo para lidar com equipes tecnológicas e projetos de ponta.

 

7 – Entenda quais são os custos reais do seu projeto

 

A precificação de um projeto de tecnologia depende de inúmeros fatores como escopo, prazo, tamanho da equipe envolvida, complexidade, robustez, integrações, quantidade de plataformas, dentre outras questões, o ponto aqui é entender de fato que um projeto de software/aplicativo é algo que requer uma equipe de alta capacidade técnica e com vários perfis diferentes, diante disso é possível ter uma ideia que trata-se de um serviço de alto valor agregado e que possui um custo considerável para ser executado.

Os custos para transformar uma ideia em um sistema, aplicativo ou tecnologia pode começar em valores modestos como 20 ou 30 mil reais, podendo chegar a valores astronômicos como vários milhões ou até bilhões, tudo vai depender de que tipo de projeto estamos falando.

Além dos custos de produção, existem também os custos de manutenção, infra estrutura e continuidade, geralmente estes custos são flexíveis e escaláveis conforme o crescimento do produto, no entanto só podem ser mensurados com precisão após a conclusão do projeto e avaliação das métricas de utilização de recursos do sistema.

Um ponto fundamental com relação aos custos é entender que projetos de tecnologia são contínuos e evoluem o tempo todo, após o lançamento o projeto continuará a evoluir, novas versões serão lançadas para suprir novas necessidades, para evoluir as tecnologias ou para criar novas soluções, desta forma um projeto não termina quando é lançado ao mercado, é no lançamento que o projeto realmente começa.

 

8 – O sucesso vem com a evolução contínua

 

O segredo principal de uma boa estratégia de tecnologia está na evolução contínua. A internet e o universo tecnológico evoluem o tempo todo e de forma muito rápida, o planejamento digital deve mudar conforme o mercado, de forma ágil e estratégica, ações que funcionam hoje, podem perder força na próxima semana, é neste momento, que faz todo sentido ter uma equipe de tecnologia que irá realizar um trabalho de melhoria contínua e evolução constante.

Ainda que você crie ótimas estratégias digitais, se o foco do seu negócio não é tecnologia, certamente você terá dificuldades para manter o ritmo de trabalho com as evoluções digitais, desta forma os resultados vão desaparecer na mesma velocidade que surgiram.

A otimização constante permite que você aproveite o máximo de cada estratégia, de cada ferramenta, de cada automação, software ou aplicativo e impulsione ao seu negócio, com isso, as ações vão gerando novas oportunidades, novos engajamentos e consequentemente novas melhorias no seu core business.

Autor:

Rafael Melo, 

CroSoften Tecnologia

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment