AS MELHORES DICAS PARA A SUA EMPRESA!

E-commerce durante a pandemia: como ter um diferencial na hora de vender produtos?

E-commerce durante a pandemia: como ter um diferencial na hora de vender produtos?

A pandemia trouxe uma grande valorização do e-commerce. A partir de março ocorreu um aumento significativo de acessos a lojas virtuais.

O grande desafio agora é transformar esse aumento de visibilidade em aumento de lucratividade.
Confira agora nossas 8 dicas essenciais para você se destacar no mundo do e-commerce durante a pandemia:

1- UTILIZE UMA PLATAFORMA DE E-COMMERCE

Para criar sua loja virtual você tem três opções: usar uma plataforma de criação de site (WordPress, Wix), usar uma plataforma específica para lojas virtuais (Nuvemshop, Magento) ou usar ferramentas para intermediar pagamentos (Juno, Olist), sem possuir um site.

Cada escolha demanda um tempo e um custo. Entretanto, optar por uma delas fará com que seu e-commerce seja mais profissional e forneça uma boa experiência de compra para os clientes, ainda mais durante o isolamento social.

2- INVISTA EM MARKETING DE CONTEÚDO

Marketing de conteúdo é a estratégia ideal para atrair clientes novos e, ainda, manter contato com clientes frequentes. O foco não deve ser a divulgação para vender o produto, mas sim como o seu produto será útil para o potencial cliente, resolvendo seus problemas.

Para isso, invista em levar informações relevantes para seu público. Seja diretamente relacionadas com o seu produto ou não.

A dica para esse período é relacionar o seu comércio com a pandemia. Produzir conteúdos que falem como seu produto pode ajudar nesse momento (prevenção, saúde mental, etc.) dão mais crédito e engajamento a sua marca.

As melhores apostas são publicar esses textos nas redes sociais ou em blogs próprios, que podem ser facilmente criados em plataformas gratuitas (exemplo do WordPress).

3- CRIE UM RELACIONAMENTO ESPECIAL COM O CLIENTE

Além de disponibilizar conteúdos que incentivem a venda dos seus produtos, é preciso pensar em novas formas de manter contato com o cliente (antes, durante e depois da compra).

Mantenha sempre o diálogo aberto, quanto mais próximo melhor. Disponibilize contas de Whatsapp, Instagram, E-mail e invista em diferentes formas de comunicação.

É muito interessante você investir em como o cliente receberá seus produtos. Utilizar embalagens bacanas, deixar recados com o nome do cliente, enviar brindes… Tudo que possa criar essa aproximação.

4- ATENTE-SE AO SEO

Com o número de procuras por compras virtuais aumentando, estar bem posicionado nos mecanismos de busca (principalmente no Google) é essencial. Para isso, você precisa otimizar seu site em SEO.

Preste atenção nas palavras chaves da sua área, nos produtos mais buscados, nas páginas mais visitadas, etc. E também certifique-se que seu site funcione de forma prática em qualquer dispositivo (desde smartphones até televisões).

5- AMPLIE O AUTOATENDIMENTO

Para se destacar no âmbito, é importante utilizar inteligências artificiais capazes de personalizar a compra do cliente de forma autônoma. Seu site pode modificar a página inicial conforme a lista de desejos do cliente, ou indicar novos produtos conforme as pesquisas que ele já fez antes.

Também é importante criar novos comandos no site. Pensando sempre que, qualquer seja a dificuldade da venda, o cliente consiga resolver isso sem precisar esperar uma resposta de um atendente.

Para situações que é impossível resolver as questões sem falar com um funcionário da loja, é preciso que aconteça uma comunicação fácil. Use chats no próprio site, forneça informações de contato com fácil acesso e procure resolver tudo o mais rápido possível.

6- TENHA POLÍTICAS DE TROCA/DEVOLUÇÃO

O que mais impede as pessoas de migrarem para os e-commerce é o medo de receber um produto diferente do que imaginava. Então, é preciso que sua loja tenha uma política de troca e devoluções eficiente.

Primeiro é essencial que isso seja permitido e que tenha condições de lidar com essa política sem prejudicar a lucratividade do negócio. Depois, é preciso trabalhar cada vez mais para facilitar o processo.

O ideal é permitir que o cliente acompanhe tudo virtualmente. Podendo sempre rastrear o pedido e ter estimativas de quando terá o produto de volta na sua casa ou o reembolso.

7- ATENTE-SE AO CUSTO X BENEFÍCIO

Com o aumento da competitividade no mercado de lojas virtuais devido à necessidade de ficar em casa, tornou-se essencial se destacar em custo x benefício. E isso não significa apenas que seu produto precisa baratear.

A primeira opção é cobrar um valor acima do esperado, fornecendo uma mercadoria de extrema qualidade. Tendo destaque quanto a marca, durabilidade, reconhecimento, etc.

Uma loja de roupas, por exemplo, pode cobrar um valor mais alto em cima de uma peça se ela foi produzida com um bom tecido e um bom recorte.

Outra opção é conseguir vender os seus produtos de forma mais barata. Para isso é preciso comprar/produzir por um preço menor. A dica é buscar sempre bons fornecedores.

Uma loja de suplementação alimentar, por exemplo, pode baratear o valor dos itens buscando comprar suplementos direto de fábrica.

Agora você já tem o manual para o seu e-commerce se destacar na pandemia e depois dela.
Com essas dicas, determinação e perseverança seu negócio será um sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *