AS MELHORES DICAS PARA A SUA EMPRESA!

É possível vender no lockdown?

É possível vender no lockdown?

A pandemia do novo coronavírus chegou com tudo e mexeu com toda a estrutura dos empreendedores. Muita gente se viu nadando contra a maré, literalmente, para poder vender e tentar sobreviver e não deixar o empreendimento fechar. Pequenos e médios empreendedores tiveram que organizar diferentes estratégias para poder ter esperanças.

 

O lockdown, por exemplo,  foi um nome muito falado no ano passado, principalmente quando se tratou dos picos da doença no mundo. Porém, nosso artigo é sobre saber como é possível vender durante o fechamento de tudo, ou seja, como fazer girar o seu produto que até então não é essencial.

 

Vale lembrar que o lockdown depende muito de como a sua cidade adotará as medidas restritivas da pandemia da Covid-19. Caso seja a fase vermelha ou roxa, por exemplo, é liberado, por decreto, a abertura se dá apenas a estabelecimentos considerados essenciais como farmácia, mercados, hospitais. Restaurantes e lanchonetes poderão abrir somente para entregas delivery.

 

Como vender no lockdown?

 

A cada anúncio de lockdown no país, o empreendedor fica aflito e gera aquela dúvida de colocar em prática, os planos A, B e C. Para tranquilizá-los, separamos algumas ideias de como você deve agir para poder vender no lockdown. Confira:

 

1 – Financeiro: uma empresa média ou grande pode ter caixa para suportar 15 dias ou até um mês de lockdown, mas os pequenos empreendimentos vivem no limite. Portanto, o primeiro passo é ver quanto tem no caixa da sua empresa e avaliar como ela conseguirá sair da crise sanitária.

 

2 -Planejamento: Feito o diagnóstico financeiro, você deve colocar no papel um bom planejamento para poder fazer o seu negócio fluir. Essa é a primeira estratégia de crise que você deve pensar, afinal, se correr tudo conforme foi planejado, tudo ficará bem. Portanto, invista nos planos A, B e C para poder manter seu negócio acontecendo e tenha muita criatividade na hora de planejar essa sobrevivência.

 

3 – Revise os custos: essa é a hora de você separar o que vai e o que fica dentro da planilha de custos do seu empreendimento. Portanto, como não sabemos como a pandemia se estenderá, é importante que você reduza alguns custos para se prevenir. Uma dica é: elimine desperdícios como contas de consumo e se atente a alguns benefícios do governo como o adiamento de impostos. Vale também uma antecipação de férias de funcionários e alguns colaboradores. 

 

4 – Marketing: depois de detalhar o planejamento é hora de coloca-lo em prática. Uma dica para esse tópico está em saber qual o tipo de ação de marketing que você vai investir. Na pandemia da Covid-19 um dos investimentos mais certeiros para vender em tempos de lockdown foi usar e ousar da internet e aplicativos de venda. Essa sem dúvidas foi o colírio dos olhos de todo empreendedor e foi através dela que foi possível manter o empreendimento.

 

5  – Trabalhe o feedback com seus clientes: essa não é uma dica de sobrevivência, mas sim, uma dica infalível para quem quer empreender. Tenha sempre uma boa relação com sua clientela. Sempre que possível, dê um retorno por e-mail marketing ou mensagens diretas e dê uma satisfação alertando que, mesmo durante o lockdown vocês estarão atendendo virtualmente e que também podem utilizar o delivery, drive-thru, fazer uma pré-venda e atender por videoconferência. 

 

6 – Faça promoções: esse é um tópico que pode estar dentro do marketing de vendas, porém, acreditamos que é uma estratégia que deve ser reforçada. As promoções são algo que cativa os brasileiros. Portanto, preencha no seu planejamento, uma ação que envolva combos promocionais. Aproveitem que o mercado digital funciona 24 horas por dia e crie oportunidades de venda.

 

Gostou das nossas dicas? Nós temos todas as respostas para você manter seu empreendimento funcionando. Mesmo com a crise pandêmica, é possível dar a volta por cima dentro do setor que mais tem se destacado ultimamente, que é o empreendedorismo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *