Como gerenciar conflitos de gerações no ambiente de trabalho

geracoes-ambiente-trabalho

 

Nos dias de hoje, praticamente todas as empresas possuem colaboradores de diferentes épocas. Cada um traz consigo características que foram se modificando ao longo dos anos.

Se uns foram criados para crescer em ascensão no primeiro e único emprego, outros já entram na empresa com uma vontade de aprender o máximo possível, sem se prender a níveis hierárquicos.

Esses comportamentos de personalidade são que definem as gerações.

Por um bom tempo se definiu geração como a sucessora àquela dos seus pais, mas nos últimos 50 anos tivemos uma “aceleração do tempo”, tornando o modo de fazer e produzir as coisas mais rápido com a ajuda da tecnologia.

Se antes, o intervalo entre gerações girava em torno de 25 anos, hoje esse processo se tornou mais curto. Pode-se falar de uma nova geração a cada 10 anos.

 

Atualmente, o mercado de trabalho é composto pelas seguintes gerações:

 

Baby Boomers

 

Com a volta dos soldados para casa depois do fim da Segunda Guerra Mundial muitas mulheres engravidaram e houve um boom de bebês. Por isso a nomenclatura Baby Boomers, uma geração que busca construir uma carreira sólida e muito preocupada com o dever e a segurança. Fidelização ao trabalho é uma forte característica dessa geração.

 

Geração X

 

Censurado pela ditadura e mais tarde lutando pela democracia com as “Diretas Já”, a Geração X enfrentou muitas mudanças e instabilidades, e por isso, é uma geração de apegos: à títulos, cargos e aparência dentro das empresas.

Com o pensamento de “deixa eu trabalhar mais, para ganhar mais dinheiro, para ter mais reservas”, os X são uma geração que tem um pouco mais de resistência à tecnologia, não tem essa iniciativa de ir buscar a fundo a inovação ou estar sempre conectado e tem determinada resistência até na forma de trabalhar.

 

Geração Y

 

Se a geração anterior passou por diversas instabilidades, a Geração Y se encontrou em um país democrata e de economia aberta com o plano real. A internet abriu as portas para o mundo e tornou os Y profissionais voltados para o “próprio umbigo”.

Com a possibilidade de olhar para fora e saber o que as outras pessoas estão fazendo, essa geração é mais imediatista, que almeja subir na carreira frequentemente e rapidamente, nem que seja em pequenos passos. Caracterizado como impaciente e impulsivo, o profissional dessa época não quer um chefe que diga somente o que deve ser feito, ele quer se tornar um ser participativo no processo como um todo.

 

Quando a empresa é ponto de encontro entre gerações

 

Analise a situação: se por um lado a Geração X foi treinada para trabalhar e esperar o momento certo para subir um degrau na cadeia hierárquica corporativa, a Geração Y já entra na empresa visando sua promoção em um curto espaço de tempo.

 

E para fazer isso acontecer, esses caçulas do mercado de trabalho possuem a necessidade de aprender junto com a empresa e querem passar para ela tudo que já sabem. Mais do que estabilidade, os integrantes da Geração Y, também chamados de Millennials, querem participar dos processos.

 

O problema é quando essa participação dos Y vem de uma forma em que os mais experientes não assimilam direito, gerando o medo de perder o emprego para pessoas que aparentam ter mais energia.

 

Esse conflito entre gerações atrapalha a produção da empresa e torna o clima organizacional pesado, tumultuando os processos e fazendo com que os objetivos da empresa se transformem em resolver problemas internos.

 

Como gerenciar conflitos?

 

O primeiro passo para lidar com essas situações é fazer com que as pessoas entendam quem trabalha com elas.

 

A Geração Y, por exemplo, nasceu e vive com estímulos (seja de música, internet, conversas…) e essa característica vem junto com o colaborador para a organização.

 

É preciso mostrar aos demais que os mais jovens foram criados em um mundo onde se faz várias coisas ao mesmo tempo, mas que isso não interfere na qualidade da entrega.

 

Já os Baby Boomers e Geração X são mais conservadores, resistentes à mudanças e tecnologias, mas com um alto poder de planejamento e análise. Apegados à hierarquia, por exemplo, os profissionais com idade entre 30 e 45 anos enfrentaram as crises da década de 1980 e por isso trabalharam duro para ter segurança financeira, mudar o que já é tradição deixa-os inseguros.

 

É importante deixar claro que o crescimento na empresa é dado pelo potencial e esforço do colaborador, independente da idade que ele tenha.

 

Quando trabalhamos com pessoas de diferentes faixa etárias e diferentes visões sobre o mundo, o respeito torna-se fator primordial para gerenciar equipes.

 

Precisamos encontrar o equilíbrio entre os dois lados da moeda, onde não só as gerações mais experientes aceitem essa nova forma de ver o mundo, como também os mais novos entendam que os mais velhos estão habituados com um mercado de trabalho que se desenvolveu em outros moldes.

 

Conhecer e ceder um pouco para evitar conflitos no trabalho, talvez, seja a melhor resposta para esses problemas.

 

Empresas inteligentes mesclam gerações nos projetos e nas equipes para obter aumento de repertório e entregas mais qualificadas. Gerações que convivem podem ter uma relação de aprendizado uma com as outras em vez de conflitos.

 

Ter um plano de cargos e salários bem definido, tornar os processos mais flexíveis, montar comitê para discutir as relações, ter uma comunicação organizacional aberta, ser ouvido e bem aproveitado, entender os limites de cada um são ótimos exemplos para gerenciar conflitos entre as gerações.

 

 

Este artigo foi escrito pela equipe do endomarketing.tv. Neste blog falamos principalmente sobre comunicação interna, gestão de pessoas, liderança e TV Corporativa como ferramenta para auxiliar com todos esses tópicos. O endomarketing.tv é uma iniciativa da Progic, empresa que possui uma solução completa de TV Corporativa para melhorar a comunicação com os colaboradores em sua empresa. Acesse nosso site e conheça a TV Corporativa Progic!

 

 

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment