Saiba como funciona a área da gestão de pessoas e quais os benefícios de aplicá-la em sua empresa

gestão-de-pessoas

 

Além de uma forma de administrar uma empresa a gestão por competências é muito eficaz no desenvolvimento de talentos. Por meio dessa área da gestão de pessoas é possível orientar as responsabilidades das pessoas no intuito de organizar a empresa para que as metas sejam atingidas com eficiência.

 

Esse tema tem sido cada vez mais discutido dentro das empresas, por ser de grande importância para que o funcionamento seja feito com excelência e destaque o negócio no mercado.

 

Genericamente o conceito de competência é exatamente esse: qualificar o indivíduo capaz de realizar determinado trabalho.

 

As competências são divididas em três dimensões: conhecimentos (que abrange informação); habilidades; atitudes e podem ser classificadas como humanas ou organizacionais.

 

Para designar alguém por competência é preciso enxergar além de habilidades, é preciso se atentar aos valores e crenças que influenciam a conduta e as decisões do funcionário.

 

É importante saber que o que sustenta a competência organizacional é o conjunto de competências profissionais. Uma depende inteiramente da outra.

 

Existem três categorias de competências individuais que são valorizadas no momento de formação das competências organizacionais: competências pessoais, técnicas e gerenciais.

 

E quando uma empresa define o perfil de competências individuais para o funcionário de uma função, está também expondo suas expectativas com relação ao comportamento, habilidades, conhecimentos, etc, que o profissional precisa para realizar o trabalho de maneira eficaz.

 

Defina as competências individuais da empresa e automaticamente defina a principal competência da organização

 

O perfil de competências é um fator determinante no processo de fundir as competências individuais com os objetivos estratégicos da empresa.

 

Na hora de definir os objetivos é preciso elencar qual a missão da empresa, a visão para o futuro e os valores éticos. Acertado tudo isso é possível contratar ou moldar os profissionais que se encaixem no modelo de gestão.

 

A implantação desse processo requer tempo e recursos em treinamento. O treinamento é uma forma de desenvolver as pessoas a se tornarem mais produtivas, criativas e inovadoras, contribuindo melhor para os objetivos organizacionais.

 

Esse desenvolvimento de competências é diretamente ligado ao crescimento contínuo da empresa e trarão benefícios a longo prazo, mas isso não é visto como um ponto negativo.

 

Uma empresa deve observar tanto seu ambiente externo, que envolve fornecedores e clientes, quanto o ambiente interno, para criar um posicionamento estratégico e aplicar certeiramente a gestão de competências e saber o que precisa de cada funcionário.

 

 

Auto convidado: Jacqueline Gonçalo da  8020mkt.  

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment