AS MELHORES DICAS PARA A SUA EMPRESA!

Gestão de pessoas: como ser um bom líder para reter talentos?

Gestão de pessoas: como ser um bom líder para reter talentos?

gestão de pessoas é uma atividade-chave para o sucesso e continuidade de qualquer companhia. Com ela, é possível ter uma equipe bem estruturada, competente, motivada e focada em resultados reais para o empreendimento.

É importante destacar que essa gestão não depende apenas do RH, mas de toda a empresa, especialmente dos seus líderes. Quando um chefe se relaciona bem com seus liderados, é possível obter ótimos resultados e reter os talentos.

Pensando nisso, criamos um post especialmente para você. Hoje vamos falar um pouco mais sobre a importância da gestão de pessoas, como ser um bom líder e como gerenciar a si mesmo. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

 

A importância da gestão de pessoas nas empresas

 

A gestão de pessoas deixou de ser considerada um custo; atualmente, é uma atividade estratégica para a permanência de uma empresa no mercado. Quando bem praticada, permite que a empresa atraia, desenvolva e retenha ótimos profissionais.

Aliás, é importante destacar que o processo de retenção de talentos tem ganhado cada vez mais espaço. Isso porque o Brasil é considerado um dos cinco piores países do mundo para se encontrar mão de obra qualificada, segundo pesquisa do ManpowerGroup.

Por isso, quando se tem um profissional acima da média, capaz de entregar resultados exponenciais, é preciso retê-lo na empresa.

Nesse processo, não basta oferecer um bom salário ou benefícios complementares; é crucial entender como ser um bom líder, pois eles contribuem para cativar seus liderados, motivá-los e impulsioná-los a resultados cada vez maiores.

 

7 dicas para ser um bom líder

 

A forma de chefiar uma equipe mudou bastante nas últimas décadas. Se antes a frase “manda quem pode, obedece quem tem juízo” funcionava, hoje não é mais assim. Atualmente, é preciso chefiar pelo exemplo, inspirar os subordinados e buscar crescer continuamente.

Quando isso é deixado de lado, impulsionar a equipe de trabalho se torna impossível. Assim, as metas e os objetivos distanciam-se cada vez mais, prejudicando todo o empreendimento. Veja agora como ser um bom líder!

Tem interesse em treinamento para líder? Clique aqui.

1. Adote um diálogo claro e eficiente

 

Primeiro, é preciso se comunicar bem com sua equipe de trabalho. Infelizmente, muitos gestores não investem como deveriam nessa habilidade. Focam seus esforços de comunicação nos clientes finais, mas se esquecem dos trabalhadores.

Para ter um bom diálogo, é preciso ser criativo e investir em novas estratégias, como bate-papos para falar sobre a cultura da empresa. Também é possível adotar a política de portas abertas, utilizada pelo Walmart, que permite a livre comunicação com a liderança.

Outra importante dica é contar com o auxílio da tecnologia, pois hoje existem diversas ferramentas que facilitam o relacionamento entre líderes e liderados. As mais comuns são: redes sociais corporativas, chats instantâneos, mural de recados etc.

 

2. Desenvolva constantemente seus liderados

 

Por diversas vezes, o líder atua como um coach, desenvolvendo seus funcionários para alcançarem resultados cada vez maiores. Na realidade, essa é uma das funções básicas de um bom líder: zelar pelo crescimento contínuo dos seus colaboradores.

Mas como fazer isso na prática? É preciso ter foco nas competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) que devem ser desenvolvidas em cada profissional. Para isso, é indicado que se realizem avaliações de desempenho.

Depois, existem diversas formas de desenvolver as competências necessárias; é possível utilizar feedbacks ou promover treinamentos internos. Ao fazer isso, os colaboradores se sentirão apreciados e não pensarão em sair da empresa.

 

3. Saiba dar e receber feedbacks de melhoria

 

Muitos gestores ainda deixam de oferecer feedbacks para seus times, seja pelo medo ou pela incredulidade em seus efeitos. Um grave erro, independentemente do motivo. Essa é uma poderosa arma, capaz de corrigir ou motivar comportamentos.

Primeiro, depende do chefe de equipe oferecer bons e contínuos feedbacks. Para isso, é necessário pensar sobre o que será dito, equilibrar críticas e elogios, ser claro e mostrar exemplos práticas de como o profissional pode melhorar.

Mas também é preciso saber ouvir o que o funcionário tem a dizer, mostrando que se interessa por ele e que deseja contribuir para o seu crescimento. Ao fazer isso, terá a oportunidade de crescer como líder.

 

4. Reconheça os resultados individuais

 

O líder deve pensar na equipe, promovendo o crescimento de todos os seus liderados, mas também deve reconhecer os resultados individuais, recompensando cada talento (em termos de carreira, bonificação e salário) de acordo com suas conquistas.

Isso cria um forte senso de meritocracia, o fazer por merecer. Desse modo, os talentos se sentirão valorizados e ainda mais motivados para as próximas tarefas. Além de tudo, serão mais comprometidos com os resultados.

Para definir boas recompensas, é preciso levar algumas dicas em consideração. Veja:

  • equilibre recompensas financeiras e não financeiras;
  • desenvolva-as de acordo com a complexidade de cada tarefa;
  • certifique-se de que são realmente desejadas pela equipe de trabalho;
  • respeite o orçamento oferecido pela empresa.

Se possível, em parceria com a alta administração da empresa, estabeleça um plano de cargos e salários. Esse plano irá nortear o crescimento de cada colaborador, de acordo com suas conquistas e tempo dentro da empresa.

 

5. Saiba criar metas inteligentes e desafiadoras

 

As metas contribuem para canalizar esforços em torno de um mesmo objetivo, otimizando a sinergia interna e mantendo a equipe mais próxima. Contudo, é preciso saber como criar metas funcionais, que propiciem resultados fora da curva.

Sempre que for desenvolver uma meta, lembre-se de que ela deve estar enquadrada no padrão SMART (acrônimo de cinco palavras do inglês). Uma boa meta deve ser:

  • specific (específica);
  • measurable (mensurável);
  • attainable (alcançável);
  • relevant (relevante);
  • time-based (com tempo bem definido).

Mas não basta definir boas metas; é preciso acompanhar os resultados da equipe e estar sempre presente para o que ela precisar. Com isso, você conseguirá ganhar o respeito e a confiança do seu time, tornando-se um líder apreciado.

 

6. Seja exemplar em suas atividades

 

O líder é um protagonista que conduz outras pessoas e está sempre sendo observado por elas. Por isso, é importante eliminar atitudes negativas que possam prejudicar sua imagem e sua autoridade diante dos seus subordinados.

É importante destacar que o cargo oferece um poder posicional, a possibilidade de coagir pessoas a realizar determinadas tarefas. Mas a verdadeira autoridade, a capacidade de ser reconhecido e respeitado, vem do exemplo que é dado diariamente.

Por isso, é preciso que o chefe também coloque a “mão na massa”, respeite seus próprios superiores, saiba ouvir seus liderados e tenha muito cuidado com o que diz (e faz). O exemplo é a forma mais eficiente de levar pessoas à excelência!

 

7. Elimine o excesso de barreiras burocráticas

 

A burocracia em excesso pode prejudicar a atuação dos colaboradores, desmotivando-os na realização das tarefas. Em algumas empresas, há muitas fichas, regras e formulários, tornando o trabalho excessivamente metódico.

Para desempenhar uma boa gestão de pessoas e reter talentos, é preciso eliminar toda essa burocracia, mantendo apenas o que for necessário para a empresa. Com isso, será possível manter o foco da equipe no que de fato é importante para o trabalho.

Se possível, implemente ferramentas que estimulem a criatividade dos subordinados, como reuniões de brainstorming ou a famosa caixa de sugestões. Assim, você conseguirá identificar problemas internos, desenvolver e implementar soluções eficientes.

 

3 dicas para ser líder de si mesmo

 

Antes de ser um líder dos outros, gerenciando suas tarefas diárias e prioridades, é importante saber como gerenciar a si mesmo. Esse assunto ainda é pouco abordado, mas é igualmente importante. Veja três dicas para ser um bom líder de você mesmo!

 

1. Busque ter autoconhecimento

 

O autoconhecimento diz respeito à forma como você se conhece, entende quais são seus pontos fortes e fracos e sabe como utilizá-los a seu favor. Esse também é um dos pilares da inteligência emocional, atributo indispensável de bons líderes.

Um exercício simples para ter um melhor autoconhecimento é descrever seu propósito de atuação profissional. Esse propósito é o que faz você levantar e lhe dá ânimo para cumprir suas tarefas diárias. Para criar seu propósito, pense “para que estou aqui?”.

 

2. Tenha disciplina no dia a dia

 

A disciplina refere-se à forma como você gerencia seu tempo e suas prioridades. Para ser um bom líder, é importante saber utilizar seu tempo e equilibrar suas diversas atividades pessoais e profissionais (trabalhar, estudar, cuidar da saúde, se relacionar etc.).

Uma técnica bastante utilizada para isso é a matriz da administração de tempo, que divide todas as tarefas diárias em quatro principais blocos: urgente, não urgente, importante e não importante. Com isso, será possível focar no que é realmente essencial!

 

3. Aprimore seu conhecimento técnico

 

Além de tudo, é importante desenvolver constantemente seu conhecimento técnico, seja em cursos ou em workshops. Um bom líder deve se aprimorar continuamente, para que não seja ultrapassado pelos outros profissionais do mercado.

Desse modo, será possível realizar as atividades diárias em menor tempo, conduzir com mais eficiência a equipe de trabalho e entregar grandes resultados.

Todas essas dicas são simples e podem ser aplicadas por você; assim, você conseguirá ser um excelente líder e reter os melhores talentos, beneficiando a organização em geral. Mas, para isso, é preciso foco, resiliência e comprometimento.

Agora que você já sabe como liderar de forma correta e produtiva, o que acha de potencializar seu processo seletivo? Conheça o MyTalents, uma ferramenta que irá agilizar a sua seleção, permitindo mais tempo para liderar seus talentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *