A importância da Gestão e Controle do Patrimônio

controle e gestao de patrimonio

Monitorar e controlar o patrimônio de uma organização não é uma tarefa fácil, independente de seu porte e seguimento. Entretanto são processos de extrema importância no campo da gestão e garantem várias vantagens.

Nesse post, vamos falar sobre o controle e gestão dos bens tangíveis do patrimônio. Eles são os que possuem forma física.

É muito comum que as organizações, de forma geral, não possuam um controle preciso de seus bens e ativos, o que é bastante preocupante. A falta desse controle é uma grande causa de stress e desgaste dos gestores nos momentos de realizar relatórios contábeis. Isso gera problemas no Balanço Patrimonial, por exemplo, e também com o Fisco. Pois as normas fiscais e contábeis brasileiras exigem a conciliação do Patrimônio declarado na contabilidade com o Patrimônio real.

Mas o que é patrimônio?

O Patrimônio é o conjunto dos bens de uma organização, sejam eles tangíveis ou intangíveis. Mais especificamente, o Patrimônio de uma organização é tudo a que se pode atribuir valor. Tudo isso pode ser convertido em dinheiro.

O controle ou gestão patrimonial é o gerenciamento e mensuração e levantamento dos bens que compõem o patrimônio. Essa mensuração é essencial para que o empresário tenha conhecimento do que possui.

Uma boa gestão do patrimônio, além de facilitar a realização do inventário, ajuda a monitorar, também, questões como vida útil e depreciação dos bens. Dessa forma evita-se que esses bens percam seu valor sem que haja uma previsão para a compra de novos bens. Um controle patrimonial preciso permite a otimização dos processos de compra e redução de custos com a diminuição de desperdícios.

 

Vantagens da Gestão e Controle do Patrimônio

Uma boa Gestão de Patrimônio possui diversas vantagens como:

  • Geração de dados precisos sobre os bens de uma organização;
  • Controle da depreciação desses bens com o objetivo de obter deduções fiscais e reduções em impostos;
  • Garantia da solidez do patrimônio;
  • Prevenção de perdas por furtos e desvios;
  • Controle da vida útil dos bens que compõem o Patrimônio;
  • Atração de investimentos e aprovações de crédito.

Faça a gestão do seu Patrimônio

Confira as nossas dicas e instruções básicas para que você possa fazer o controle do seu Patrimônio:

  1. Faça um inventário dos bens da empresa

Liste todos os ativos, descrevendo-os de forma detalhada. Não se esqueça de inserir um registro fotográfico do ativo na descrição e as informações de localização e carga desse ativo.

  1. Avalie os bens

Faça uma avaliação de cada bem considerando o seu tempo total de vida útil, o tempo de vida já transcorrido e o tempo restante. Dessa forma você atribui um valor de depreciação.

  1. Crie manuais de normas e procedimentos

Crie documentos que contenham uma descrição fiel e detalhada de todos os processos e subprocessos que devem ser realizados para realizar e manter o controle e a gestão do Patrimônio.

  1. Conte com o auxílio de softwares

Um bom software de gestão de Ativos irá ajuda-lo a deixar o seu processo de inventário mais transparente. Desse modo as informações provenientes desse processo ficarão mais claras.

  1. Tecnologia para automatizar e otimizar a gestão do Patrimônio

Você também pode utilizar a tecnologia RFID para realizar o seu inventário de Patrimônio de forma extremamente ágil, precisa e segura.

Com o uso de tags de RFID e leitores, aliada a um bom software de gestão, a tecnologia RFID permite a contagem, listagem, identificação e localização de bens de forma instantânea, e, até mesmo, em tempo real, por meio do RTLS.

Agora que você já sabe sobre a importância e as vantagens de manter a gestão e o controle de seu Patrimônio, que tal saber mais sobre as soluções em tecnologia RFID? Certamente você irá agilizar e otimizar esse processo.

Autor

Geovana Silveira

Estudante de Administração pela UFRRJ e caloura em produção de conteúdo para web na

RFID Brasil e gestão de mídias sociais.

Veja também

Leave a Comment