Marketing Conversacional: aplique essa estratégia na sua empresa para vender mais

O marketing conversacional possibilita que as empresas criem uma conexão com seus clientes e potenciais clientes por meio do diálogo. Ele pode ajudar a sua empresa a construir relacionamentos e a criar experiências autênticas para os clientes.

Mas como o marketing conversacional contribui para as vendas? 

Basicamente, ele é uma maneira de atrair compradores através do seu funil de marketing e vendas por meio do poder das conversas em tempo real. O marketing conversacional poupa as pessoas de preencherem formulários de captura de leads e torna a conversação mais dinâmica.

No entanto, com o grande volume de mensagens recebidas, dificilmente um atendente humano conseguirá responder todos os usuários. É aí que entram os chatbots.

Chatbots são uma forma inteligente de interagir com potenciais clientes que chegam pelos canais digitais.

Os chatbots aumentam o engajamento das pessoas com a empresa, contribuem para um processo de conversão mais rápido e acertado. Isso gera impactos positivos para o time e para o rendimento da empresa. 

O marketing conversacional e a mudança no modelo de compra

As novas tecnologias mudam o comportamento das pessoas. A forma como os clientes compram mudou e não faz mais sentido as empresas insistirem em vender seus produtos do mesmo jeito que faziam há anos atrás, quando o consumo era realizado de forma totalmente diferente do modo atual. 

Pense nisso: onde a maioria das conversas acontecem no seu dia a dia? As de muitas pessoas são nos aplicativos de mensagem instantânea, como WhatsApp e Messenger.

As mensagens são rápidas, fáceis e conseguem reproduzir uma conversa cara a cara de forma bem realista. É por isso que as pessoas adoram se comunicar por mensagens. 

De acordo com uma pesquisa recente do Twilio, 89% dos consumidores desejam usar mensagem de texto para se comunicar com as empresas. Apesar disso, apenas 48% das empresas oferecem essa opção para os clientes.

Isso mostra que muitas empresas não estão se atualizando para atender os consumidores, o que prejudica a experiência deles com a marca. 

Os clientes não querem mais perder tempo esperando por uma conversa, como provam os números abaixo: 

  • A taxa média de abertura de e-mails é de 20%, segundo dados da Campaign Monitor;
  • A taxa de conversão média de um site, no Brasil, é de apenas 1,65%, segundo pesquisa da Experian Hitwise, divulgada pelo Sebrae.

É preciso fazer com que os negócios sejam feitos de forma mais pessoal, e isso é possível com o marketing conversacional. 

Como aplicar o marketing conversacional

Uma estrutura conversacional simples segue a seguinte estrutura

  • Envolva
  • Entenda
  • Recomende

Isso é, na verdade, uma nova maneira de mover as pessoas através do funil de vendas. Vamos ver a seguir como conduzi-las em cada uma dessas etapas:

Etapa 1: Envolva mais leads com mensagens em vez de formulários

Oferecer aos visitantes do seu site formas de iniciar uma conversa instantânea traz mais oportunidades de conversão e uma experiência mais pessoal com o cliente.

Para isso, uma boa opção são os chatbots para atendimento. O chatbot pode estabelecer uma conversação com o visitante do seu site em diversos momentos: quando ele clica para fazer o download, quando entra em contato com as vendas ou quando reserva uma demonstração, por exemplo. 

A sua empresa também pode utilizar o chatbot para manter a conversa em andamento e continuar movendo o visitante pelo funil de vendas. Assim, o potencial cliente não precisará mais esperar por um e-mail de follow up.

Os contatos inteligentes, que são a união de chatbots, inteligência artificial e atendimento humano, podem fazer o marketing conversacional funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana. Isso permite que a sua empresa envolva os visitantes do site a qualquer hora.

Ao identificar que um lead já passou por parte do funil de vendas e está propenso a comprar, o chatbot pode ainda enviar mensagens direcionadas. 

Etapa 2: Entenda os leads e o que eles querem em minutos

A estratégia padrão para qualificar leads exige dias de automação de marketing e criação de e-mails. 

No entanto, de acordo com um estudo da Harvard Business Review, após o contato inicial do visitante, as empresas precisam responder dentro de cinco minutos para ter a melhor chance de qualificar um lead. Após esses 5 minutos, as chances de qualificação do lead reduzem em 400%.

Com a utilização de chatbots no seu marketing conversacional, sua empresa poderá interagir com os leads instantaneamente. Os chatbots conseguem qualificar os leads a partir da conversação em tempo real.

Para isso, você só precisa configurar o chatbot para fazer as mesmas perguntas de qualificação que eram feitas em formulários. Essas perguntas também ajudam o chatbot a orientar os próximos passos do visitante, conforme a necessidade de cada um.

Assim, o tempo de resposta é menor e é possível interagir com o lead no momento certo, além de encaminhar para um vendedor quando necessário. Ao desqualificar um visitante que ainda não está pronto para comprar, o chatbot economiza tempo valioso dos seus representantes.

Etapa 3: Recomende o próximo passo correto para mover os leads pelo funil

Os chatbots são ótimos para engajar e entender leads, mas nada supera a interação entre humanos quando é hora de fechar a venda. 

Os chatbots farão com que os leads certos sejam encaminhados para os representantes adequados para conversar, baseando-se em critérios como segmento e porte da empresa, por exemplo.

Os chatbots também podem cultivar leads para o próximo estágio, qualificando-os melhor e entregando conteúdo relevante ao longo do tempo.

Os 4 principais benefícios do marketing conversacional

1. Experiência de compra humanizada

As conversações geradas no seu site tornam a experiência mais humanizada, uma vez que ela passa a ser uma troca, e não apenas uma interface que o usuário precisa buscar as informações.

O visitante se sente mais bem recebido e saberá exatamente onde poderá tirar suas dúvidas. 

2. Aprendizados valiosos sobre os consumidores 

O marketing conversacional consegue coletar diversas informações dos usuários de forma mais natural, o que pode trazer insights valiosos para melhorar seu serviço ou produto.

Quando bem aplicado, ele torna possível saber por que uma pessoa acessou o site, quais são seus maiores problemas e quais são as vantagens do seu produto que mais a interessa.

3. Conversão de leads mais qualificados

Com o marketing conversacional, é possível adicionar mais leads ao topo do seu funil. Isso acontece porque muitas pessoas veem nas conversas iniciadas pelos chatbots uma forma mais espontânea de dar informações do que ter que preencher um formulário.

4. Ciclo de vendas reduzido

Os leads qualificados por meio de conversas tendem a fechar mais rapidamente do que os leads qualificados pelos métodos tradicionais.

Agora que você já sabe tudo sobre marketing conversacional, que tal ver mais dicas inovadoras de marketing e vendas para sua empresa? Confira também:

Autor Convidado

Este post foi escrito pela Take, uma empresa que nasceu para facilitar e modernizar a comunicação entre empresas e pessoas.

Veja também

Leave a Comment