O que é gestão à vista nas empresas? Feedback instantâneo para motivar a equipe

gestão à vista nas empresas

Você está interessado em entender o que é gestão à vista nas empresas?

Antes de entrar em detalhes técnicos desse sistema de gestão empresarial, vamos a um exemplo prático:

Imagine que você trabalhe como vendedor em uma empresa do mercado B2B, vendendo um software de controle financeiro empresarial bastante sofisticado. Esse tipo de venda complexa e de ciclo longo exige muito trabalho do vendedor.

Às vezes, ele demora alguns meses para fechar um negócio.

Muito bem, essa demora entre os esforços do vendedor e os resultados obtidos, além de complicar o gerenciamento de suas atividades, pode ser desmotivante para ele.

Agora, imagine que esse vendedor tem acesso, em tempo real, não só aos resultados de suas vendas e ao valor de sua comissão e bônus, mas a outros indicadores de desempenho também.

Por exemplo: quantas ligações fez para clientes até aquele momento no mês, visitas marcadas, propostas enviadas, negociações em andamento e fechamentos realizados, entre outros. Assim, além de mais motivado, ele terá um controle maior de suas tarefas e dos resultados que trazem.

Isso é gestão à vista nas empresas: disponibilizar em tempo real os resultados e outros KPIs (indicadores de desempenho de processo) para que os colaboradores estejam bem informados sobre sua performance a todo tempo e possam tomar decisões melhores.

Neste post, vamos ver mais detalhes sobre o que é gestão à vista nas empresas e todas as vantagens que ela traz para seu negócio.

 

O que é gestão à vista nas empresas e como implantar em seu negócio

 

gestão à vista

 

A gestão à vista nas empresas pode ser utilizada para qualquer tipo de funcionário. Estamos usando a área de vendas apenas como um exemplo.

O que é preciso entender é que disponibilizar esses dados em tempo real deixa o vendedor (ou qualquer outro tipo de colaborador) bem mais ciente de seus esforços. Assim, mesmo que algumas vendas (no caso do exemplo citado) ainda demorem para ser fechadas, outras estão se convertendo em resultados todo mês.

Além disso, ele consegue visualizar todo seu trabalho: ligações, visitas, propostas enviadas etc. Tudo fica bem mais claro para ele.

E para que esse sistema de gestão empresarial funcione ainda melhor, uma dica é não usar apenas KPIs que indiquem resultados, mas também alguns que indiquem tendências.

Assim, voltando ao exemplo dos vendedores, um estudo do funil de vendas pode indicar quantas ligações, em média, um vendedor faz no mês para fechar uma venda, ou quantas propostas envia, reuniões realiza etc, para concretizar esse objetivo.

Ao ter acesso a esses dados, o vendedor passa a se esforçar para fazer as ligações e enviar as propostas que precisa para bater suas metas no final do mês.

 

Visibilidade dos indicadores

 

Normalmente, o uso da gestão à vista nas empresas prevê o uso de quadros ou, de preferência, monitores eletrônicos espalhados em locais estratégicos do negócio para que todos tenha acesso ao desempenho que estão atingindo.

Mas é preciso tomar um certo cuidado ao definir o que colocar no quadro de gestão à vista.

Escancarar o desempenho individual de cada colaborador pode ser constrangedor para aqueles que estejam abaixo do esperado.

O ideal é que os colaboradores tenham acesso privado aos seus desempenhos pessoais. Já o desempenho do grupo como um todo e das equipes, podem ser livremente compartilhados.

Eventualmente, mostrar um ranking dos melhores colocados em alguns KPIs pode ser uma forma de incentivo e de reconhecimento para esses profissionais.

Outros dados do desempenho geral do negócio, os objetivos definidos no planejamento estratégico da empresa, também podem ser compartilhados.

Isso ajuda a fazer com que os colaboradores entendam como o seu desempenho pessoal ajuda diretamente nos resultados de seu departamento e como este auxilia a empresa como um todo a alcançar seus objetivos.

Assim, áreas como jurídico, contabilidade, RH e outras, que em algumas organizações têm dificuldade de enxergar como contribuem para o negócio, são extremamente beneficiadas com a gestão à vista nas empresas.

 

Kanban e gestão à vista

 

Os quadros kanban, criados pelos japoneses na década de 50 nas indústrias automobilísticas, ainda são muito usados em diversas empresas.

Foram adaptados e melhorados para o gerenciamento de processos, equipes e projetos.

Eles não deixam de ser uma forma de gestão à vista. Mas, em vez de indicadores de desempenho, ilustram como o fluxo dos processos está ocorrendo, se há atrasos e se as entregas estão acontecendo adequadamente.

São muito úteis principalmente para gestores que trabalham com muitas entregas frequentes para clientes externos, como em agência de publicidade, de marketing digital e de desenvolvimento de softwares.

O ideal é que, além desse sistema kanban de controle de fluxo de tarefas, se use também um software para acompanhamento de metas. Assim, além de agilizar o andamento dos processos, a gestão à vista nas empresas poderá trazer os demais benefícios comentados em relação à motivação e o engajamento dos colaboradores.

Depois dessas explicações, você entendeu o que é gestão à vista nas empresas e suas vantagens para o negócio? Então, não deixe de implementá-la. Você verá que os resultados são surpreendentes.

Este post foi escrito pela equipe da Siteware, uma empresa que une pessoas, operação e estratégia em um único software, para que as empresas melhorem seus resultados, sua comunicação e sua governança.

Autor(a): 

Siteware

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment