Quais são os principais atores na importação e exportação?

principais atores na importação e exportação

Os principais atores na importação e exportação são, para muitas pessoas, uma incógnita.

Mas não precisa ser assim. Neste texto, relacionamos esses principais atores para ajudar o leitor a conhecer mais do processo de comércio exterior do Brasil. Considerando a importação e exportação como operações de carga, existem vários agentes que devem ser mencionados ao longo deste guia. Para fins de esclarecimento de seus papéis na logística e nos processos de importação e exportação de mercadorias, a seguir, você confere uma lista dos principais atores do comércio exterior brasileiro.

Primeiro, mostraremos quem importa e quem exporta no comércio exterior brasileiro.

Importador

Pessoa física (residente ou não no Brasil) ou pessoa jurídica que realiza a entrada de mercadorias ou mercadorias procedentes do exterior, ou que dirige/conduz/pilota seu veículo de transporte ao entrar no território brasileiro. Em geral, o importador é o destinatário das mercadorias referidas no documento de transporte.

Exportador

Pessoa física (residente ou não no Brasil) ou pessoa jurídica nacional que realiza a saída de mercadorias ou mercadorias para o exterior, ou que dirige/conduz/pilota seu veículo de transporte ao sair do território brasileiro. No caso de importações temporárias, o próprio importador é geralmente responsável por realizar a reexportação de bens ou mercadorias para o exterior.

Para a execução de seus projetos, o importador e o exportador contam com uma série de serviços, que também são parte dos principais atores na importação e exportação.  Sabemos que o transporte das mercadorias é imprescindível. Abaixo, você confere quem faz parte destas tarefas:

Transportadora Internacional

Uma empresa que leva as mercadorias do exterior para o Brasil e vice-versa. O transportador emite o documento que garante ao importador o direito de reivindicar o bem importado. Este documento de transporte de carga é chamado de Bill of Lading – em português, Conhecimento de Embarque Marítimo – no modo marítimo de transporte; Air Way Bill – Conhecimento de Embarque Aéreo – no transporte aéreo; e Road Waybill – Conhecimento de Embarque Rodoviário – no transporte rodoviário. Sem este documento, o destinatário (a pessoa a quem a mercadoria deve ser entregue no país importador) não tem o direito de declarar as mercadorias perante a alfândega ou reivindicá-la ao administrador do porto/aeroporto.

International Courier

Uma transportadora internacional que também transporta as mercadorias na parte doméstica da operação de importação ou exportação; portanto, realiza o transporte “porta a porta” entre o exportador e o importador

Agente de Carga/Agente Marítimo

A empresa que representa a transportadora internacional (quando não é uma empresa brasileira) no Brasil e é responsável por contratar em seu nome, cobrando o frete e emitindo o documento de transporte.

Administrador Portuário/Aeroportuário

Empresa que opera as infraestruturas portuárias, aeroportuárias ou de fronteiras terrestres, recebe e armazena carga, reporta à Alfândega a chegada de carga proveniente do exterior (informa a presença de carga), movimenta carga para submetê-la ao exame aduaneiro e entrega para o importador ou para a transportadora internacional (em seu retorno ao exterior) após a liberação alfandegária.

Despachante Aduaneiro

O representante do importador ou exportador no Brasil. É responsável por fazer as declarações alfandegárias em seu nome e submetê-las à Alfândega, juntamente com outros documentos necessários para o desembaraço aduaneiro, tais como documento de transporte, lista de embalagem etc. No Brasil, o importador e o exportador podem apresentar as declarações aduaneiras e seus documentos instrutivos diretamente à Alfândega, com dispensa de uma intermediação de despachante aduaneiro.

A seguir, após o desembaraço aduaneiro, as mercadorias devem ir a algum lugar para serem armazenadas. Quem cuida disso:

Depositário (Trustee)

A empresa que fornece serviço de armazenamento de mercadorias durante a importação ou exportação. O depositário (administrador) pode coincidir com o próprio porto ou administrador do aeroporto (entreposto aduaneiro público), mas também pode referir-se a um porto seco, isto é, um armazém aduaneiro privado localizado fora do porto ou aeroporto internacional.

Operador Logístico de Eventos (ou Operador Logístico)

Pessoa física ou jurídica que se aloja em seu próprio nome (para aprovação regulatória e/ou mediante credenciamento prévio pela SRF) importações ou exportações em favor de terceiros (nacionais ou estrangeiros) para a organização e realização de eventos esportivos e culturais, etc. O operador logístico também pode oferecer ao terceiro contratante, além de tal intermediação na importação, os serviços relacionados à liberação de mercadorias importadas ou a serem exportadas ou reexportadas, tais como: serviços de despacho aduaneiro e logística de carga.

Normalmente, esses serviços incluem a retirada de carga importada do porto/aeroporto ou do porto seco e sua entrega ao importador, considerando uma importação, e o transporte até o porto/aeroporto de embarque, em caso de exportação, bem como a inclusão serviços de intermediação com o administrador do porto/aeroporto e com a transportadora internacional, acordos com outros órgãos públicos (se necessário) e transporte doméstico de carga.

Estes são apenas alguns dos principais atores na importação e exportação, mas pode te ajudar a entender mais o processo. Faça questão de conhecer todos os seus colaboradores nacionais e internacionais, para assim ter um processo seguro de comércio internacional.

 

Autor(a): IBSolutions

Soluções em Comércio Internacional

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment