Quanto custa a rotatividade de funcionários para sua empresa

rotatividade de funcionários

A falta de uma gestão efetiva de mão de obra eleva os percentuais de demissões e admissões e, consequentemente, aumenta os custos da alta rotatividade de funcionários de uma empresa.

Seja por desmotivação, descontentamento salarial ou mesmo pela busca de novos horizontes profissionais, quando uma empresa perde colaboradores ou tem que contratar novos para substitui-los, o impacto financeiro é grande.

A rotatividade, ou o chamado “turnover”, representa um alto custo para empresas que não dão a devida atenção à gestão de seus recursos humanos.

 

O que é rotatividade de funcionários?

 

rotatividade de funcionários

 

Não é incomum que empresas se depararem no dia a dia com pedidos de demissão ou com a preocupação de recrutar novos colaboradores para suprir as demandas produtivas.

Uma série de fatores podem influenciar no escopo de recursos humanos de uma empresa — aposentadorias, fatalidades, afastamentos e transferências. Lidar com problemas de recursos humanos não é uma questão tão simples.

Ao calcular a rotatividade de pessoal é possível conhecer o índice de “entradas e saídas” ou de giro de funcionários dentro da empresa. De forma simplista, o cálculo de rotatividade é o índice no qual um funcionário é substituído por um novo colaborador.

 

Rotatividade de funcionários: Como calcular?

 

A preocupação em calcular a rotatividade de funcionários vai além de manter uma boa equipe — um alto turnover pode comprometer gravemente as finanças de uma empresa e levar a uma série de gastos. São exemplos desses gastos:

  • despesas com novas contratações e processos de seleção;
  • despesas trabalhistas de demissão e admissão, além de gastos com sindicatos ou ainda com advogados;
  • despesas com treinamento e capacitação de colaboradores, entre outros.

O cálculo:

A rotatividade de funcionários é resultado de uma fórmula bastante simples e que pode ser facilmente aplicada a qualquer empresa:

Turnover = (admissões + demissões) / 2 X 100

 

Em geral, índices acima de 5% podem comprometer a rotina operacional e a produtividade. Ou seja, caso o turnover esteja em 10%, isso representa que a empresa está utilizando, no período, apenas 90% da sua força de trabalho. Observe o exemplo:

rotatividade de funcionários

A rotatividade de funcionários é um processo oneroso e que interfere diretamente no clima organizacional e no relacionamento entre as pessoas e a própria empresa. Dessa forma, o cálculo pode ser utilizado como um “termômetro” quanto à satisfação dos recursos humanos, sendo possível verificar as causas que estão levando a esse número.

 

Como a rotatividade interfere na produtividade?

 

Empresas que apresentam um alto índice perdem em termos de produtividade e também de recursos financeiros. Isso porque, cada novo colaborador demanda um período de treinamento e experiência, durante o qual, o desempenho tende a ser menor.

Além disso, funcionários que estão próximos de se aposentarem, de serem desligados ou demitidos acabam reduzindo a produção e comprometendo as metas planejadas.

Assim, é fundamental calcular e analisar o índice de rotatividade da empresa de forma a estabelecer políticas de recursos humanos que possa engajar e reter talentos, desde treinamentos até benefícios e programas.

Problemas de rotatividade de funcionários podem prejudicar seriamente o desempenho das tarefas e impactar diretamente as finanças. Quer saber mais sobre o assunto? Saiba como aumentar o engajamento do funcionário.

Autor:

Renato Xavier

Diretor de Operações e Marketing da Cesta Nobre

Siga-os nas redes sociais Facebook Linkedin.

Postagens relacionadas

Veja também

Leave a Comment