Skip to main content
web-site-refazer

7 sinais de que está na hora de refazer seu web site

 

O ano já virou e pode ser o momento de também repensar seu portal para 2018

 

Hoje em dia o web site costuma ser o ativo mais importante de qualquer negócio. Com cerca de 130 milhões de brasileiros com acesso à internet, é cada vez mais fácil e comum pesquisar tudo que precisa antes de comprar algo ou de tomar decisões. E tudo acontece, em geral, através dos portais corporativos das marcas, sejam elas grandes ou pequenas.

 

Com a virada de ano, pode ser o momento de também pensar em mudar o seu site. Afinal, as tendências estão sempre se alterando e é necessário ficar por dentro do que é atrativo e eficiente na web para não ser superado pela concorrência. E o meio digital também trouxe mais competição, com novos empreendedores entrando em todos os segmentos graças às facilidades da tecnologia. Não dá para bobear.

 

Mas como saber se realmente é a hora de refazer seu web site? Conheça 7 motivos para ter certeza que é preciso investir nisso.

1. SEO

 

Você já deve ter ouvido falar em SEO – SearchEngineOptimization. Em português significa Otimização de Mecanismos de Busca e é o fator mais importante para qualquer negócio que deseje ser encontrado na imensidão da web. Em suma, é como os sites de pesquisa – como o Google – ranqueiam seu site dentro das buscas. Em geral, é preciso aparecer na primeira página de determinado termo para ser relevante, já que a maioria das pessoas não avança para as páginas seguintes.

 

É sempre bom remodelar o site de acordo com as regrinhas mais importantes do SEO – somente assim é possível ganhar relevância na internet e ser encontrado por pessoas que procuram algo relacionado ao que você faz. É preciso pensar em palavras-chave corretas para textos e títulos, em meta descrições, em tags para imagens, em ter o melhor conteúdo possível, entre outras alterações a se fazer.

2. Responsividade

 

Outro fator muito importante é tornar o seu site responsivo. Isso significa fazer com o que o portal esteja adequado para todo tipo de tela, não apenas computadores. Hoje, a maioria das pessoas já acessa a internet por mais tempo em celulares e tablets do que em desktops ou notebooks. Então o ideal é que sua página esteja responsiva e não fique fora de enquadramento para o internauta que esteja lendo pelo celular, por exemplo.

 

Os visitantes tendem a sair de sites que estejam fora de diagramação no telefone, já que dificulta muito (e até impede) a leitura. Para o ranqueamento no Google, a responsividade também é muito importante, já que o mecanismo lista em posições mais altas quem está adequado a isso. Então não dê bobeira e garanta já que o seu site será responsivo em 2018. Do contrário, a tendência é perder visitas – o terror de qualquer negócio online.

3. Experiência do usuário

 

A experiência do usuário é basicamente tudo que o internauta tem à disposição no site. A facilidade em encontrar o que procura, a velocidade da troca de páginas, a navegabilidade em geral, a disposição do conteúdo, dos botões de calltoaction,… é preciso pensar nessas coisas com muito carinho, já que influenciam a permanência (ou não) e o retorno daquela pessoa ao seu portal no futuro.

Existem pesquisas que indicam que 3 segundos é o tempo máximo de espera para uma página carregar. E não se engane, o Google sabe quando um site é constantemente abandonado logo no começo por ser lento e vai deixá-lo mais abaixo no ranking por isso. Também pense bastante no design, que precisa ser atraente e funcional ao mesmo tempo, e no acesso às informações: o visitante precisa encontrar rapidamente o que quer. Se o negócio lida com vendas online, o processo deve ainda ser mais rápido e fácil.

 

4. Canal de vendas

 

Por falar em vendas, todo site pode gerar retorno financeiro se for feito da maneira adequada. E se o seu não está, pode ser a hora de refazer pensando em um canal eficiente para isso. Tudo que já foi dito no ponto anterior também influencia no momento de vender. Afinal, se o internauta chegou ali querendo comprar, basta tornar o processo simples e rápido para ele. Muita gente desiste por conta de burocracias que poderiam ser evitadas nas etapas de compra.

 

Todas as informações devem ser claras e atualizadas – sobre produtos ou serviços, sobre formas de pagamento, sobre a empresa (credibilidade), e outros dados que sejam relevantes para as vendas. O pagamento, aliás, deve ser o mais variado possível: diversas bandeiras de cartão, boleto e PayPal ou PagSeguro são sempre as melhores opções. Não são poucos os consumidores que trocam de loja na internet por não haver a opção desejada na hora de pagar.

5. Marketing de conteúdo

 

Um dos maiores objetivos de qualquer site corporativo é fazer o branding da marca. Afinal, na internet a visibilidade é o que importa, e quanto maior, melhor. E não há maneira mais eficiente de ganhar relevância e credibilidade no seu segmento do que através de conteúdo de qualidade. Com posts de blog, redes sociais integradas, vídeos ou o formato mais adequado para sua audiência, é possível atrair mais visitantes e, quem sabe, transformá-los em novos clientes.

 

Isso se chama marketing de conteúdo. Hoje, é cada vez mais importante ganhar clientela de maneira orgânica, natural. No meio online, a melhor forma de ganhar novos visitantes é gerando conteúdo relevante para a sua área de atuação. Descubra o que o seu público está pesquisando, desejando ou precisando e crie novos conteúdos sobre isso. Assim você será descoberto por quem realmente está interessado no que oferece.

 

marketing-video

6. Concorrência

 

Descobrir o que sua concorrência direta está fazendo também é uma boa forma de decidir se chegou o momento de refazer o site. Pesquise no Google os portais de cada um de seus principais competidores e veja o que fazem de diferente que pode ser interessante. Também é fácil encontrar o que o público está falando de bom ou de mal sobre eles e fazer igual o que é bom ou mudar o que está sendo visto negativamente.

7. Segurança

 

Por fim, a segurança durante a navegação faz toda a diferença. É essencial descobrir o que há de vulnerabilidades em seu site e mudar. Muitos plugins abrem espaço para hackers, por mais que sejam úteis para o portal – principalmente aqueles mais antigos. Se o site está lento ou se houve aviso de ameaças, também é bom procurar um especialista e investigar logo o que está acontecendo.

 

 

E então? Analisou essas questões e já identificou se está na hora de refazer seu web site? Sites modernos, inovadores e atrativos fazem toda a diferença para seu negócio. Pense nisso!

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *